Buscar

A força das Lives nos tempos de coronavírus

O coronavírus mudou o paradigma e os hábitos do consumo digital. A causa do confinamento, como medida de prevenção do vírus em quase todo o mundo, as pessoas estão adotando um estilo de vida muito diferente do habitual. Estar mais horas em casa e não poder realizar nenhuma atividade externa como lazer ou trabalhar presencialmente nos levou ao aumento do consumo da internet.

infographics social media
Dados do Facebook (24/03/2020)

 

O lado mais humanos das redes sociais

Foi possível perceber a mudança refletida especialmente no comportamento dos usuários nas redes sociais durante esses dias A raiz da pandemia atual, as redes sociais voltaram a ser usadas com o seu objetivo inicial: conectar pessoas.

O propósito inicial estava se perdendo nos últimos anos por causa de diversas controvérsias relacionadas a inautenticidade, com os ideais de beleza inalcançáveis no Instagram ou as “fake news” (desinformação perigosa) no Facebook.

Os usuários, cada vez mais cansados do conteúdo artificial e superficial do mundo das redes sociais, viram muitas marcas e influenciadores começarem a mostrar mais autenticidade, sobretudo a partir de 2018-2019. O exemplo perfeito desta mudança foi o lançamento do “melhores amigos” do Instagram (que permite que os usuários se sintam mais livres e seguros publicando conteúdo “sem editar”) e o movimento “body positivity” (que incentiva as pessoas amarem o seu próprio corpo e suas diferenças).

 

Em 2020 o isolamento social e a quarentena têm contribuído para o impulso final para a evolução das redes sociais se tornarem um lugar mais humano e real, onde é possível se conectar com pessoas de maneira mais profunda e verdadeira. Em meio a estes momentos de incerteza e por causa do distanciamento, muitas pessoas sentem a necessidade de socializar e as redes sociais voltaram a ser a ferramenta perfeita pra isso. Para que agora, as pessoas estão mais unidas do que nunca! 

 

A força da Live

O  contexto atual contribuiu para difusão e consumo dos vídeos ao vivo. Por exemplo, o uso da ferramenta Instagram Live, a funcionalidade com a que os usuários podem transmitir vídeos ao vivo, aumentou 70% nas últimas semanas.

Isso explica a necessidade das pessoas de se conectar de maneira autêntica e direta, sem filtros, sem censuras, a partir de um conteúdo real e transparente. Diferente dos stories do Instagram ou vídeos do IGTV, as Lives são totalmente inéditas e sem nenhum tipo de edição. A grande maioria dos influenciadores e muitas marcas utilizaram esse tipo de recurso para se conectar com sua audiência da maneira mais humana possível. Além disso, os seguidores podem enviar seus comentários e perguntas, o que torna a experiência ainda mais exclusiva e autêntica.

A Instagram Live é uma das mais populares, porém não é a única. Outras plataformas como Facebook, Youtube, Linkedin ou Tik Tok também são uma opção para transmitir vídeos ao vivo para o seu público.

Alguns dos tipos mais comuns de vídeo ao vivo hoje em dia são concertos ou rotinas de exercícios. Mas o conteúdo de notícias ao vivo para notícias de última hora também ganhou muita popularidade.

Como na academia

Como quase todas as academias tiveram que encerrar suas atividades por tempo indefinido, muitas delas e personal trainers agora oferecem uma rotina de exercícios completamente gratuitas através do Instagram Live e todas elas duram 24 horas, então é possível acompanhá-las mesmo fora da experiência ao vivo.

Está claro que as pessoas preferem ter uma companhia durante seus treinos, por isso são tão populares! Escolher um vídeo qualquer no Facebook não é o mesmo que participar de uma aula ao vivo!

 

Primeira fila

Como muitos shows foram cancelados, diversos músicos famosos estão aproveitando o momento para fazer Lives com milhares de visitas e fazendo concerto ao vivo sem a precisar sair de casa. Estar na primeira fila nunca foi tão fácil!

Além disso, muitos artistas brasileiros estão fazendo Lives entre Instagram, Youtube e Facebook em uma ação beneficente incrível com objetivo de arrecadar doações para ajudar instituições de caridade e hospitais durante a pandemia. Grandes nomes como Gusttavo Lima, Marília Mendonça, Bruno e Marrone Lucas Lucco, Jorge e Mateus já arrecadaram mais de 1,4mil toneladas de alimento e mais de 1 milhão de reais.

 

As últimas notícias 

 

Live with Priscilla and Dr. Bonnie Maldonado, a vaccine expert at Stanford Medicine who is working on the broad serology study we announced this week.

Live with Priscilla and Dr. Bonnie Maldonado, a vaccine expert at Stanford Medicine who is working on the broad serology study we announced this week.

Posted by Mark Zuckerberg on Friday, May 1, 2020

As pessoas têm a necessidade de saber tudo que está acontecendo de forma imediata. É por isso que agora vemos um “boom” e vivemos o auge do conteúdo informativo online e em Lives, como entrevistas a médicos e especialistas para tirar dúvidas sobre o COVID-19.

 

O confinamento trouxe consigo um aumento no consumo do conteúdo digital em geral. Isso e a nossa necessidade de se conectar com os demais desencadeou o cenário que nos encontramos agora: tecnologia conectando pessoas.

 

Você gostou desse artigo? Conte-nos a sua experiência com as redes sociais nos últimos dias. Adoramos ler o que você compartilha!

Adicionar um comentário

*

  1. Taize Xavier | 15 June, 2020

    Eu ja amava as redes sociais, depois dessa pandemia, passei a amar e usar ainda mais. Está aproximando muitas pessoas.

  2. Viviane Giampauli | 14 May, 2020

    Nesses tempos de pandemia, as Liv e vieram para ficar. Quem não pode pagar pra ir em shows agor a pode assistir seu artista favorito

  3. Debora Machado da Silveira | 14 May, 2020

    Adorei esse artigo. E com essa quarentena meu conteúdo digital aumentou bastante.

Topo